Tudo para você que ama inovação e marketing.

Published: 12 meses ago

Como ter um plano de carreira?

Todos têm sonhos e planos profissionais. Mas para colocá-los em prática é preciso muito mais do que trabalho duro e força de vontade. O plano de carreira é uma ferramenta indispensável para quem deseja trilhar um caminho de sucesso no mundo dos negócios. Seja ao empreender ou alcançar um cargo alto em uma empresa de sucesso, tudo começa com a planificação e definição das estratégias que irão conduzi-lo ao local tão sonhado.

O que é um plano de carreira

A ferramenta ajuda a definir quais serão os passos necessários para alcançar os seus objetivos profissionais. O plano de carreira reúne e organiza todas as informações sobre sua posição profissional atual e a distância até chegar onde deseja. Com isso, fica mais fácil visualizar o que precisa ser feito e tomar as decisões profissionais com mais acerto. A ferramenta evita a perda de tempo e esforço em uma posição ou emprego que não lhe ajude a avançar dentro da carreira.

Como definir o plano de carreira

Assim como as trajetórias de cada profissional, o plano de carreira é único e pessoal. No entanto, algumas etapas devem ser respeitadas durante o planejamento.

Etapa 1: avaliação pessoal

Antes mesmo de definir quais são os objetivos a serem alcançados na sua carreira, é preciso realizar uma intensa e honesta avaliação pessoal. Nessa etapa, você precisa observar pontos como: cargo atual, histórico profissional, histórico acadêmico, remuneração, principais habilidades e competências e quais os pontos a serem trabalhados.

Etapa 2: definição de objetivos

Onde deseja estar daqui a 5, 10, ou 30 anos? Essa é a fase em que são definidos os objetivos para o futuro, tendo prazos de duração (curto, médio e longo) bem delimitados e interligados. É muito importante que eles sejam realistas, por isso, é importante fazer a avaliação pessoal no início.

Etapa 3: elaboração de estratégias

Após definir onde está (avaliação pessoal) e onde deseja chegar (definição de objetivos), é preciso traçar as estratégias que vão levá-lo do ponto A até o ponto B. Você perceberá que ao colocar tudo no papel, ou em outra ferramenta, muitos dos passos irão surgir naturalmente. Além das estratégias, o plano de carreira deve conter metas quantificáveis e realistas,

Etapa 4: avaliação e restruturação

A última etapa não tem tanta relação com a montagem do plano de carreira, mas como ele será utilizado para avaliar o sucesso das estratégias adotas. Para isso, deve ser analisado o desempenho das metas, procurando sempre entender o porquê de não conseguir atingi-las. Essa avaliação deve ser realizada em um prazo definido, efetuando a mudança da estratégia quando for necessário.

Esse artigo foi útil para você? Compartilhe com os seus amigos nas redes sociais.

Tem um comentário?

HTML Válido