Tudo para você que ama inovação e marketing.

Published: 1 ano ago

Como fazer um bom perfil no LinkedIn

Cada vez mais, o LinkedIn é utilizado pelos responsáveis pelas contratações nas empresas para realizar a avaliação de perfis para as vagas abertas. Devido à rede social, muitos profissionais de RH têm tido uma postura mais proativa na busca por talentos. Por isso, um bom perfil no linkedIn é fundamental para alcançar novas oportunidades.

Rede profissional

O linkedIn é uma rede profissional, ou seja, um local para networking, procurar ou estar disponível para novas oportunidades e/ou se posicionar como um profissional relevante na sua área. Cada interação, bate-papo e compartilhamento de conteúdo deve ser pensada para conquistar um desses objetivos.

Uma dica interessante é sempre avaliar se teria esse tipo de comportamento em outros ambientes profissionais? Você compartilharia esse conteúdo em uma lista de e-mails com os seus colegas de trabalho e superiores. Sempre que tiver dúvidas na resposta, não faça.

O que deve conter no perfil no linkedIn?

Foto boa, descrição coerente, histórico profissional não são diferenciais, pois praticamente todos os outros membros da rede já possuem. Para se destacar, é preciso ir além do básico e trabalhar todo o seu perfil de forma estratégica.

Palavras-chave vs buzzwords

Muitas pessoas confundem essas duas expressões, mas elas têm pesos completamente diferentes. Palavras-chave são termos específicos de uma área profissional e que, por isso, são utilizados pelos recrutadores para buscar por candidatos. Já as Buzzwords são palavras criadas para definir uma nova tecnologia, processo ou ação, mas que com o tempo se esvaziaram de sentido, tornando-se genéricas.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo próprio linkedIn, as buzzwords mais utilizadas pelos usuários da rede são: criativo, organizado e eficiente. Além de serem comuns, elas não agregam nada ao seu perfil aos olhos dos entrevistadores.

Show don’t tell

Em português, mostre, não diga. Técnica muito utilizada por escritores, ela define que ao invés de dizer que o personagem está nervoso, é preciso descrever a forma como ele anda de um lado para o outro, checa o celular e respira mais rápido. Ao construir o seu perfil no linkedIn, a regra é a mesma. No lugar de dizer que é criativo, descreva uma situação em que demostrou essa habilidade ou disponha as informações de forma que cause essa impressão.

Habilidades e recomendações

Outra forma de mostrar suas qualidades sem precisar descrevê-las é por meio das habilidades e recomendações. A rede possui uma ferramenta chamada linkedIn skills, na qual você pode incluir tags com suas principais qualidades. Além de tornarem o perfil mais dinâmico e interessante, elas podem ser encontradas pelos contratantes e examinadores em uma simples busca.

As recomendações são os atributos mais importantes para ter destaque dentro da rede. Quando um conhecido exalta nossas qualidades, esse depoimento tem um peso muito maior quando observado pelas pessoas que irão avaliar o perfil.

Conseguimos ajudá-lo a melhorar o seu perfil no linkedIn? Conta para a gente nos comentários.

Tem um comentário?

HTML Válido